5º dia de FEPTEF 2012

FEPTEF 2012

Chegou ao fim o Festival Popular de Teatro de Fortaleza – edição 2012. Mas, como durante toda a semana, o último dia de festival também foi repleto de arte e emoção! Pela manhã, o Mercado Central, no Centro da Cidade, recebeu, pela primeira vez, uma atividade do FEPTEF. Foi a peça “Para Resistir”, do grupo Teatro de Caretas. Quem também recebeu espetáculo foi o Terminal da Messejana, com “Elucubrações”, apresentado pela companhia Outro Grupo de Teatro.

Crédito: Sol Coelho

O encerramento oficial aconteceu onde tudo começou: na Praça do Ferreira. Antes mesmo das 18h, muitas pessoas já aguardavam a exibição de “Não Verás País Nenhum”. O espetáculo é uma adaptação da obra homônima de Ignácio de Loyola, lançado em 1981. O autor paulista veio à Fortaleza a convite da organização do Festival e comentou sobre a satisfação de ver o seu texto adaptado para os palcos: “Eu fico feliz de ver que minha obra não morreu. Ela está viva aqui neste palco. Tantos livros deixam de ser lidos, são esquecidos, e minha obra não, ela está aqui. E uma adaptação para o teatro é a recriação de uma criação. Se eu sou pai do livro, sou avô desse musical que vai ser exibido agora”, comemora.

Para o diretor do espetáculo, Júlio Maciel, “Não Verás País Nenhum” continua atual. “Nós fizemos uma primeira adaptação da obra em 1987, e agora estamos refazendo o espetáculo, pois o texto continua extremamente atual, a situação em que o mundo se encontra, lembra muito o texto original do livro, e nós queremos mostrar para o grande público, fora dos teatros fechados, essa realidade. Por isso, 25 anos depois da primeira adaptação, estamos novamente lançando esse espetáculo, todo transformado”, explica.

Crédito: Lili Rodrigues

Raimundo Moreira, diretor da Cia Prisma de Arte e coordenador do Festival, se despede da 3ª edição, mas já pensando na 4ª. Ele adianta, em primeira mão: “Ficamos muito felizes com o crescimento desse ano e em 2013 queremos trabalhar com alguma coisa dentro do mote da Copa das Confederações e Copa do Mundo. Vamos ver o que dá pra fazer!”

Dona Raimunda Cardoso, dona de casa, chegou cedo para assistir ao espetáculo: “Desde o começo da semana que eu tentava vir, mas não tinha tempo. Hoje deu certo. Eu gosto muito de teatro porque distrai a gente, faz sair da rotina. E ainda faz a gente pensar. Eu, ano que vem, quero vir todos os dias.”

Crédito: Lili Rodrigues

A exibição de “Não Verás País Nenhum” no encerramento da 3ª edição do Festival Popular de Teatro de Fortaleza foi uma parceria entre a Cia Prisma de Arte, o diretor do espetáculo Júlio Maciel e Heloísa Temóteo. As letras do musical são de autoria de Fernando Neres e Júlio Maciel.

Deixe uma resposta

(*) Required, Your email will not be published