Festival Popular de Teatro de Fortaleza 2012 – vai deixar saudades…

Foto-texto-18-2-R

Foram cinco dias de pura cultura e arte espalhados por Fortaleza. Cinco dias em que o teatro saiu dos espaços restritos e palcos fechados e ganhou as ruas, praças e esquinas da cidade, num grande encontro com todos os tipos de espectadores. Foram cinco dias de troca de experiências e conhecimentos. Momentos que ficarão na memória de todos que, de alguma forma, participaram do festival.

A terceira edição do FEPTEF chegou ao fim na última sexta feira (9), e já com aquele gostinho de “quero mais”. Ao todo foram 30 atividades, entre oficinas, espetáculos e cortejo de artistas. As oficinas de “Linguagem Corporal”, “Voz Para o Ator”, “Jogos Teatrais” e “Teatro do Oprimido” aconteceram em lugares como a Vila das Artes e as praças e escolas dos bairros que participaram da programação. Foram dezenas de inscritos, como atores, estudantes de teatro e mesmo simpatizantes com o mundo das artes cênicas.

A participação dos artistas foi recorde. 23 grupos se dividiram entre os dias de programação, ocupando toda a cidade. O Festival cresceu e esteve presente em mais lugares, com relação ao ano passado, totalizando 16 espaços distintos: Praça do Ferreira, Cuca Che Guevara, Vila das Artes, Anfiteatro da Beira Mar, Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), Mercado Central, Terminais de Papicu, Antônio Bezerra, Parangaba, Siqueira e Messejana, e ainda, as praças e escolas dos bairros: Dias Macedo, Parquelândia, Conjunto José Walter, Serrinha e Cidade 2000.

O público também foi recorde. Somando os cinco dias de festival, mais de 5000 pessoas assistiram pelo menos uma parte de um dos espetáculos apresentados, o que dá uma média de 1000 pessoas por dia. Mas o teatro de rua é assim, só funciona com a participação e interação do público! O diretor da Cia Prisma de Artes, responsável pelo evento, Raimundo Moreira, definiu o sentimento de realizar o festival: “O Festival Popular de Teatro nasceu de ‘parto a fórceps’, mas nós estamos cuidando bem dele, e a cada ano, ele cresce mais um pouquinho!” Lembrando que o diretor já adiantou que, ano que vem, o evento vai se inspirar na Copa das Confederações e Copa do Mundo. Vamos aguardar!

Infelizmente, esse ano o festival chegou a fim. Quem viu, viu, quem não viu, não esqueça: ano que vem tem mais! Até lá!

Deixe uma resposta

(*) Required, Your email will not be published